Os desenhos infantis como fontes históricas: perspectivas heurísticas e questões metodológicas

Juri Meda

Resumo

Os desenhos infantis constituem uma das categorias de fontes
mais escassamente levadas em consideração pelos
historiadores. Embora alguns pesquisadores tenham começado
a examinar suas possíveis aplicações historiográficas, de fato,
ainda há poucos estudos que os adotem como fontes. Este
artigo tem por objetivo explicar as razões para tal tendência
historiográfica, destacando as suas raízes culturais e materiais,
além de analisar as complexas e numerosas questões
metodológicas relacionadas com o uso desse tipo de fontes.
Sem pretender ser exaustivo, e sem nenhuma intenção
reguladora, propõe-se a oferecer alguns elementos básicos,
teóricos e práticos, para o uso correto de desenhos infantis
como fontes históricas

Palavras-chave

história da infância; história da educação; desenho; expressão gráfica; imaginário; infância; guerra

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.