O olhar comparativo: Estevão de Oliveira e os grupos escolares em Minas, no Rio e em São Paulo

Carla Simone Chamon, Luciano Mendes de Faria Filho

Resumo

Este artigo analisa o relatório produzido pelo inspetor de ensino de Minas Gerais, Estevão de Oliveira, em virtude da viagem realizada, em 1902, para os estados de São Paulo e Rio de Janeiro, com o objetivo de delinear um plano de reforma para o ensino público primário e normal mineiro. Nessa viagem, Estevão visitou algumas escolas e observou os modelos escolares e os métodos pedagógicos ali adotados, refletindo, por comparação, sobre o estado da instrução mineira, sendo lugar comum de toda a argumentação o atraso de Minas Gerais em relação aos estados visitados. Por meio do exercício comparativo, Estevão construiu o outro e a si mesmo (no caso, Minas Gerais) a partir de semelhanças e diferenças, em um esforço contínuo de estabelecimento de uma classificação dos três estados dentro do Brasil.

Palavras-chave

Viagem; Comparação; Grupos Escolares; Reforma do Ensino

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.